Obrigada!


Quando cheguei, me beijou,
Sem me conhecer...
Mas sabendo quem eu era
deu-me amor.
Quando chorei me abraçou
Sem eu te agradecer, deu-me a vida.
Eu sem noção do caso e do acaso,
deu-me a mão.
Com o tempo fui aprendendo e crescendo.
Odiava um cinto preto que usava.
Mas hoje entendo sua posição,
e sei ... foi de coração.
Mãe, eu te amo,
Obrigada por tudo,
Obrigada pela Vida

Juliana Leme Lapa.
 

Deixe seu Recadinho Receba Nossas Atualizações Entre em Contato Envie esta Mensagem

 

 

Pesquisa personalizada

 
análise web site

 

Desde 21/12/2001
vc é o visitante número
 

 

Formatado e Editado por
Silvia Leme Lapa
Proprietária deste site
Todos os direitos reservados©

 

 

 

 

 
contador de visistas gratis

 

contador, formmail cgi, recursos de e-mail gratis para web site