A mulher com alma de criança



Ela brinca com a vida
Por que acha que sofreu demais
Aprendeu todos os jogos
Descobriu cada manhã
Cada senha, cada sinal.
Hoje ela não se deixa perder
Ela sabe que já perdeu bastante
Seus valores, ao longo da vida
Foram mudados
Ela é camaleão
E quando todos achavam
Que ela não tinha mais tempo
Ela fez seu tempo

A mulher com alma de criança sabe
O seu corpo não é o mesmo de ontem
Mas, isso não a impede de sorrir.
Aprendeu a se valorizar
sabe o que quer
E mais
As coisas que antes eram muito importantes
Hoje não tem o mesmo valor


Marcelo Veneri
 

 

Deixe seu Recadinho Receba Nossas Atualizações Entre em Contato Envie esta Mensagem

 

 

Pesquisa personalizada

 
análise web site

 

Volta

Home

 

Desde 21/12/2001
vc é o visitante número

Copyright © 2003 Formatado e Editado por
Silvia Leme Lapa
Proprietária deste site.
Todos os direitos reservados.

 

 

 

 

 

 
contador de visistas gratis

 

contador, formmail cgi, recursos de e-mail gratis para web site